Pesquisas realizadas pelo IBGE apontam que as transformações demográficas, sociais e econômicas pelas quais passa a sociedade brasileira impactam as condições de vida e saúde da população, ao mesmo tempo em que geram novas demandas para o sistema de saúde do país, fazendo com que o setor público privado se adaptem ao novo perfil dessas necessidades.
O Sistema Único de Saúde (SUS) responde pelo cuidado da saúde de 190 milhões de brasileiros enquanto os planos privados respondem por 49,2 milhões. Esses últimos representam uma cobertura duplicada para 25,9% da população (que são cobertos tanto pelo SUS quanto pelo plano privado). O fato da população ter acesso a saúde não é necessariamente uma boa notícia já que um estudo divulgado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) , apontou que 93% dos eleitores brasileiros consideram o serviço, tanto público quanto privado, como péssimo, ruim ou regular. Entre os usuários do SUS, a taxa de insatisfação é de 87%.
A pesquisa, realizada no ano que passou pelo Instituto Datafolha, apontou que 92% dos brasileiros buscaram atendimento no SUS nos últimos dois anos, sendo que 89% conseguiram ser atendidos. Mesmo assim, mais da metade das 2.418 pessoas entrevistadas considera que conseguir atendimento na rede pública é difícil ou muito difícil. Neste cenário, emergem em todos os estados do país clínicas e laboratórios com preços populares.
Um desses exemplos é a Policlínica Granato, que oferece consultas e exames a preços populares. “Enxerguei um “gap” entre o SUS e os planos de saúde particulares, que deixa grande parte da população brasileira sem alternativa de acesso aos serviços médicos de qualidade. Assim, aliando um serviço de qualidade com acessibilidade financeira fundei, com mais dois sócios, a Policlínica Granato”, disse Paulo Granato.
A rede de policlínicas, com unidades na Rocinha, Tijuca e em breve em Madureira, oferece consultas que podem ser até 70% mais baratas se comparado a preços de atendimento particular. Para se ter uma ideia, uma consulta ginecológica, que no particular custa em média 250,00, na Policlínica Granato o atendimento custa R$ 72,00. Ultrassom transvaginal R$72,00; consulta odontológica R$72,00; Glicose R$7,00 e hemograma R$14,00; fisioterapia R$60,00 a sessão, Raio X de tórax R$50,00, eletrocardiograma R$50,00, entre muitos outros.
Sobre a Policlínica:
A Policlínica Granato, já realizou cerca de 700.000 atendimentos desde que foi criada em 2008. A clínica tem como objetivo oferecer atendimento médico e exames complementares de qualidade, com conforto e agilidade a preços populares para o público que não tem plano de saúde ou para aqueles que possuem planos privados, mas não conseguem agendar seus exames e consultas em tempo adequado. Em instalações amplas e completas, a Policlínica Granato proporciona, com comodidade e rapidez, os melhores cuidados na área da saúde a que toda pessoa tem direito.
POLICLÍNICA EM SÃO CONRADO COM PREÇOS POPULARES
O agendamento pode ser feito através da central de atendimento no telefone (21) 3251-8103, pelo e-mail agendamento@policlinicagranato.com.br informando a consulta ou exame que deseja realizar com o dia e horário de sua preferência, ou comparecendo a uma unidade da Policlínica Granato.
Unidades:
São Conrado: Est. da Gávea 817, l.109 – Galeria Pedra Bonita

Ler mais em:
http://www.barrazine.com.br/2015/04/policlinica-sao-conrado-precos-populares/