Notícias

Andropausa: Diagnóstico e principais sintomas

Andropausa: Diagnóstico e principais sintomas


A andropausa é a diminuição lenta da testosterona no sangue, que é o hormônio responsável por controlar o desejo sexual, a ereção, a produção de espermatozoides e a força dos músculos.

Os principais sintomas de andropausa são alterações repentinas de humor e fadiga que surgem em homens por volta dos 50 anos de idade, quando a produção de testosterona no organismo começa a diminuir.

Essa fase nos homens é semelhante ao período da menopausa das mulheres, quando também ocorre a diminuição dos hormônios femininos no corpo e, por isso, a andropausa pode ser conhecida popularmente como ‘menopausa masculina’.

Caso ache que pode estar entrando na menopausa,  então verifique se está com alguns desses sintomas:

  • Falta de energia e cansaço excessivo;
  • Sentimentos de tristeza frequentes;
  • Suores e ondas de calor;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Diminuição da capacidade de ereção;
  • Ausência de ereções espontâneas pela manhã;
  • Diminuição de pelos no corpo, incluindo na barba;
  • Diminuição da massa muscular;
  • Dificuldade de concentração e problemas de memória.

É importante lembrar que a maior parte dos homens apresenta apenas alguns desses sintomas, mas é sempre importante consultar um endocrinologista ou um urologista, para avaliar a saúde e prevenir problemas de saúde, como osteoporose e a anemia, que também são comuns nessa fase da vida.

Como confirmar o diagnóstico

A andropausa pode ser facilmente identificada através de um exame de sangue que mede a quantidade de testosterona no corpo. Assim, homens com mais de 50 anos com sintomas que possam indicar diminuição dos níveis de testosterona devem consultar o médico.

Como aliviar os sintomas da andropausa

O tratamento da andropausa, geralmente, é feito com o uso de medicamentos que aumentam os níveis de testosterona no sangue, através de comprimidos ou injeções, no entanto, o urologista ou o endocrinologista são os médicos que devem avaliar e indicar o tratamento mais adequado.

Além disso, é ainda importante ter hábitos de vida saudáveis como:

  • Fazer uma dieta equilibrada e variada;
  • Fazer exercício 2 ou 3 vezes por semana;
  • Dormir 7 a 8 horas por noite.

Em casos mais severos, em que o homem apresenta sinais de depressão, embora pode ser ainda necessário fazer psicoterapia ou iniciar o uso de antidepressivos.

Possíveis consequências

As consequências da andropausa estão relacionadas com a redução dos níveis de testosterona no sangue, principalmente quando o tratamento não é feito e inclui osteoporose, que leva ao aumento do risco de fraturas, e anemia, pois a testosterona estimula a produção de glóbulos vermelhos.

Na Policlínica Granato você encontra Endocrinologistas e Urologistas no Rio de Janeiro, Niterói e Nova Iguaçu prontos para atender você.

Marque agora a sua consulta.

*Lembrando que em apoio ao Novembro Azul, a Granato oferece neste mês um desconto de R$ 50,00 nas consultas com Urologistas em todas as unidades, basta solicitar o desconto no agendamento.
Para saber mais acesse: https://policlinicagranato.com.br/novembro-azul-na-granato/