Notícias

Dor Crônica: saiba mais sobre a doença cada vez mais presente na população

Dor Crônica: saiba mais sobre a doença cada vez mais presente na população

Cerca de um terço da população apresentará algum tipo de dor crônica durante a vida.

A dor é uma resposta de defesa do organismo e é fundamental para manter a sua integridade. Quando um tecido é traumatizado ocorre liberação local de substâncias químicas, imediatamente detectadas pelas terminações nervosas. Um grupo de neurônios se encarrega de transmitir para o cérebro. Aí o impulso será percebido, localizado e interpretado.

Quando a dor funciona de maneira errada ou exagerada, caracteriza uma doença: a dor crônica.

Além de influenciar negativamente a auto-estima, a dor crônica afeta a capacidade de trabalhar ou realizar tarefas simples do dia a dia. Nesse período alguns sintomas como ansiedade, irritabilidade, depressão, insônia, alterações no apetite e preocupação com o corpo, são os mais comuns.

Pessoas portadoras de dores crônicas já acordam se sentindo cansadas, mesmo tendo dormido por muitas horas. Além disso, o sono também é interrompido por causa da dor, e pacientes também apresentam problemas como apneia.
Outro sintoma comum é a dificuldade de se concentrar, prestar atenção e focar em atividades que demandem esforços mental.

Dor crônica pode derivar de várias causas, por isso seu diagnóstico muitas vezes é difícil de ser identificado.
A genética, por exemplo, é uma das causas. Infecções por vírus e doenças auto-imunes, distúrbio do sono e deficiência de magnésio no corpo também podem estar envolvidas nas causas de dores crônicas.

Geralmente as mulheres são mais suscetíveis às dores crônicas devido a sua genética e hormônios.

As principais dores crônicas, são a dor de cabeça, seguida da dor na coluna. Contra elas você deve:

  • Praticar exercícios
  • Relaxar
  • Evitar o álcool e dormir bem
  • Alimentar-se bem
  • Investigar a dor
  • Respeitar seu corpo
  • Controlar a medicação

 

É importante tratar a dor crônica, pois ela pode gerar uma queda na qualidade de vida, gerando baixa produtividade no trabalho, dentre outros fatores. Não espere a dor passar, você pode evitar o agravamento da dor e o surgimento de lesões mais sérias.

A dor crônica é um problema complexo, difícil de ser curado e que exige um trabalho conjunto de profissionais de diferentes áreas e especialidades. Procure ajuda médica.
Na Granato você encontra diversas especialidades que vão ajudar você a encontrar qualidade de vida. Marque agora sua consulta!